ESPERANÇA NÃO É ESPERAR

Vamos falar um pouco sobre esperança.

A confusão gerada nessa palavra vem em parte de sua etimologia. A palavra “esperança” tem sua origem no latim. Derivada de SPES, que tem o significado de “confiança em algo positivo”. Entretanto a palavra latina também deu origem ao verbo SPERARE, que veio dar origem ao nosso “esperar”, em latim significava “ter esperança”.

Me questiono se essa seria a explicação que muitos dizem ESPERANÇA e com o desejo de esperar algo acontecer. Gosto da origem SPES, sendo esperança com o sentido de “confiança em algo positivo”. Ter esperança é o principio básico dos otimistas.

A maior barreira é que muitos otimistas ficam esperando, e não compreenderam que esperança exige agir e fazer o que é de sua responsabilidade com a certeza que algo positivo virá.

Quando ouço amigos dizendo “eu sou um otimista”, confesso que quase me congelo de vê-lo esperando algo (melhor por ser otimista) sem fazer o que precisa realizar. Um pouco mais além, esperando ter resultados diferentes fazendo o mesmo.

Esperança é crer no resultado positivo que virá, e entrar em ação fazendo o que é necessário e principalmente MUDANDO o que não esta adequado.

Lembre-se que mudar só se muda a si. Querer mudar o outro, é ter esperança de esperar.