CHEGAR NO LIMITE…

Preciso parar para respirar, e então redirecionar minhas ações com maior frequência.

As últimas semanas, a agenda apertou de forma que os compromissos se encavalaram um após o outro. Afinal, qual o motivo que isso ocorreu?

– Eu disse pouco NÃO

– Eu foquei mais em um pilar que em outro

– Eu tencionei a corda quase perdendo a afinação.

Talvez você pense: “Casa de ferreiro espeto é de pau, mesmo”! Claro que não. Lembre-se que equilíbrio é dinâmico e não estático. Isso significa que você pode ir ao limite por pouco tempo, mas precisa identificar que esta nessa zona.

Isso pode ser viável por pouco tempo, para realizar uma entrega, para fazer um novo arranque. Certamente é inviável por longo tempo. Nesta hora, paro, respiro e redireciono. Simples assim.

Sabe quando em casa de ferreiro, o espeto não é de pau? Quando o espeto de pau é usado com consciência e por um período limitado.
Eu te digo, não é loucura ir ao limite. Loucura é permanecer no limite sem reconhecer onde está.

Talvez você imagine que estou falando de mim. Só usei primeira pessoa por dois motivos:

1) Isso ocorre por vezes comigo

2) Para você não criar resistência ao que pode ser a sua realidade.

Meu amigo, minha amiga, e se você parar, respirar, se orientar e com consciência redefinir o seu caminho?